HISTÓRIA DO CUBOVELOCIDADE
Tudo começou nos anos 80, durante o “momento auge” do Cubo Mágico. Meu pai, Evaldo Cerpe, ainda cursava Engenharia na PUC de Campinas, interior de São Paulo. Assim como a maioria dos seus colegas de sala, ele era mais um que tentava encontrar a solução do quebra-cabeça, mas sempre sem sucesso. Até que seu professor de física, ao ver suas incansáveis tentativas para desvendar o brinquedo, lhe passou algumas sequências de movimentos que, ao serem aplicadas no momento e na posição correta, resultavam no cubo solucionado. Diante de sua nova descoberta e sem perder mais tempo, anotou todas as dicas em uma folha do seu caderno.
Ele se formou e se casou com minha mãe, que mais de 30 anos depois, ao fazer uma faxina nos fundos de casa, encontrou a mesma folha na qual meu pai havia anotado o grande “segredo do Cubo Mágico”. Nessa época nós tinhamos um daqueles “cubos de R$1,99” ganho como brinde em uma festa caipira, e foi exatamente com ele que meu pai passou os dias seguintes até conseguir decifrar as fórmulas e então novamente resolver o tão temido quebra-cabeça.

Sempre fui alguém competitivo, instigado a vencer desafios, quebrar recordes, e muito ligado nas partes lógicas e matemáticas das coisas. Para mim, assim como para a maioria das pessoas, o Cubo Mágico era apenas um brinquedo que tinha a fama de ser um quebra-cabeça impossível, ou pelo menos não era algo que qualquer um poderia simplesmente concluir com alguns movimentos sem conhecer as técnicas.

Eu já havia tentado algumas vezes, claro que sem sucesso, mas quando vi meu pai finalizando o quebra-cabeça pela primeira vez pude então saber que realmente era possível, bastava seguir um método. Ele me deu algumas dicas e me ensinou a executar os movimentos conforme as fórmulas da sua folha, e em 2 dias fi nalmente resolvi meu primeiro Cubo Mágico. Com mais 3 dias de um treino extremamente viciante, eu já estava resolvendo o cubo em até menos de 3 minutos e foi exatamente nesta semana que deixei registrado no próprio brinquedo meu primeiro “recorde” de 2:59 minutos, no dia 7 de abril de 2007.
Claro que não parei por aí. A cada dia eu ficava mais e mais fissurado em quebrar minhas próprias marcas, melhorar meus movimentos e aprender novas fórmulas. Comprei meu primeiro cubo original importado da China e comecei a aprender as técnicas avançadas.

Nessa época, as melhores informações sobre os métodos avançados estavam espalhadas entre sites americanos e japoneses, por isso, ainda em maio de 2007, criei uma página na internet chamada CuboVelocidade, com todas as informações traduzidas justamente para que eu mesmo pudesse aprender. Uma simples ideia que acabou se tornando o maior projeto da minha vida, hoje já com mais de 1 milhão de acessos.

Em dezembro do mesmo ano, aos meus 15 anos de idade, tive a ousadia de organizar o primeiro campeonato de Cubo Mágico do Brasil oficializado pela WCA (World Cube Association), na cidade de Sumaré, interior de São Paulo, onde moro. Recebemos participantes de todos os cantos do país, com direito a muitos recordes oficiais e entrevistas pelas mídias da região. Este foi o primeiro passo para que o Brasil entrasse de vez no, até então pouco conhecido, “mundo do Cubo Mágico”.
Em pouco tempo tudo isso tomou proporções gigantescas, com dezenas de campeonatos, milhares de novos participantes e milhões de admiradores espalhados por todo o país.

Por ser algo tão interessante e desafiador, sinônimo de inteligência e raciocínio, o cubo também se tornou um objeto frequentemente presente nos principais programas de televisão, revistas, blogs e jornais de todo o Brasil e do mundo.

Eu mesmo tive a honra de conhecer grandes nomes da televisão brasileira e participar dos seus respectivos programas. Tais como Silvio Santos, Marcos Mion, Fausto Silva, Maurício Kubrusly, Ratinho, Eliana, Otávio Mesquita, entre outros. Com destaque especial para a participação no quadro “Se Vira nos 30” do programa Domingão do Faustão, no qual fui vencedor e pude, com o prêmio, dar início a minha empresa e participar do campeonato mundial de Cubo Mágico em Düsseldorf, Alemanha, ainda em 2009.

Hoje, toda a minha carreira profissional gira em torno do Cubo Mágico, mantendo os sites sempre atualizados com as melhores informações, vídeos, notícias, novidades e promoções, além de estar sempre presente em grandes eventos, escolas e instituições, com palestras, apresentações, campeonatos e workshops sobre o brinquedo. E claro, administrando minha própria empresa, a loja Cuber Brasil, que trabalha na importação e vendas dos puzzles originais para outras empresas e clientes de todo o país.

Renan Cerpe.

SAIBA MAIS
EVENTOS EMPRESARIAIS
Utilizar o Cubo Mágico para abordar temas sobre inteligência e motivação aos seus colaboradores e convidados.
HISTÓRIA DO CUBO MÁGICO
Inventado pelo professor de arquitetura Erno Rubik em 1974 na Hungria.
MEUS VÍDEOS
Confira meus principais vídeos relacionados ao Cubo Mágico.